Minha lista de blogs

sábado, 18 de novembro de 2017

Fazer nada é fazer.


Um dia de chuva merece aplausos. Tudo fica mais quieto ali na rua. As pessoas se recolhem; umas aproveitam esse clima para curtir a casa, um bom filme, fazer uma comidinha gostosa, retomar aquele livro esquecido ou fazer nada...outras, reclamam porque o sol não apareceu, não podem ir para rua como sempre, não sabem o que fazer em casa com o nada, que dizem ser um tédio.

O fazer nada é também fazer. Nada!
E, nesse fazer nada muita coisa pode ser produzida. Nesses momentos do nada podem surgem pensamentos, reflexões, decisões. O tempo é todinho para si; cuide para não ter interferências sabotadoras. Aproveitemos o silêncio com alegria e tranquilidade. Olhemos melhor e com mais calma para retomar, continuar ou modificar escolhas.

A atmosfera da chuva pode nos dizer: olhe mais para si mesmo. Pare um pouco; diminua a correria. E, veja como anda a relação entre você e o seu eu. Estão em paz? Convivem em harmonia? Vocês conversam silenciosamente para fazer ajustes? Gostam um do outro? Ou vivem em constante guerrilha, alimentando baixa estima, reforçando pensamentos negativos a seu próprio respeito.

Que tal explorar o dia de hoje. Esse dia pode fazer diferença ao encontrar dentro de nós o que temos de bonito a ser realçado, destacado e agradecido. O encontro com  nosso bem estar é tarefa contínua e trabalhosa. E, só nossa. Mas, vale muito a pena. Um olhar aqui, uma dica ali, um dia atrás do outro.
Um dia de chuva para limpar a nossa alma. E, temperá-la com o melhor que existe em cada um de nós. 
                                                                                                                Assim, do nada.

                                                       

                                                                                                                        Voilà!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Giulia, um presente delicado


A delicadeza emociona. Ela é suave e vai colorindo o mundo com mais amor.
A delicadeza é nobre, transparente e traz consigo a paz que precisamos.
A delicadeza sensibiliza porque Deus está nos detalhes das pequenas sutilezas.


Anjos chegam em nossas vidas para nos lembrar que o amor é o melhor que podemos trocar uns com os outros. E que a paz ao redor deles contagia o coração de todos. Na simplicidade do amar, amamos sem esperar que o outro nos compense. Amamos simplesmente por amar.


A perfeição deve ser celebrada. A doçura compartilhada. E, a beleza...ahhhh, a beleza...essa deve ser contemplada. E, a gratidão chega por tão lindo presente: meiga, com pele de pêssego e sem dizer nada já rouba o coração de todos que a conhecem.


                                                              " O amor tem o poder de nos fazer observar detalhes". 
                                                                                                                   -Padre Fábio de Melo-



A pequena Giulia reuniu a família para celebrar o seu Batismo. Nessa atmosfera delicada dos tons de rosa e branco ela recebeu as bênçãos dos céus.

                                                             O Batismo é um rito de purificação. 

A água representa a limpeza espiritual;
O óleo é um sinal de purificação e de libertação;
A vela representa a luz que protege e ilumina os caminhos;
A veste branca representa a cor da graça e da manifestação divina, portanto representa a pureza;
O Sinal da Cruz representa a iniciação da vida cristã, a confirmação na fé da Santíssima Trindade.
                             






                                                          Que os anjinhos da guarda sempre te guardem,
                                                            te iluminem e te regem, pequena e doce Giulia.

                         Na delicadeza de teu ser que a vida seja generosa contigo, que teu caminho seja iluminado e que sempre te fortaleças para dar conta da vida, que agora vai se pondo branca e rosa. Suave e perfumada. Graciosa e delicada. Como um lindo anjo de asas brancas soltando bolhinhas de sabão.  Pura gratidão!

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

St Émilion - Cité Médiévale...indescritível

                  Na grande, bela e conhecida região de Bordeaux- França está a famosa St Émilion.
Para uns, uma região dos melhores vinhos; para outros, uma cidade Medieval. Para mim, a surpresa: uma cidade Medieval cheia de vinhedos, de belos panoramas, de muitas ruelas que subiam...subiam...subiam. E, assim chega-se aos céus.


Há muitas excursões que levam os turistas para St Émilion. Neste dia resolvi fazer diferente. Levantei-me bem cedinho, fui até a estação ferroviária e peguei um trem. Um trajeto ( 40 km de Bordeaux) nada demorado. Olhando ao meu redor, dentro do vagão, percebo que a maioria das pessoas que ali estavam o objetivo era o mesmo: conhecer a linda, verde, aromática e pacata cidade, incrustada naquele recanto da França. Que boa ideia eu tive de me levar até lá. Foi uma fantástica descoberta!


Saint-Émilion é uma comuna francesa na região administrativa da Aquitânia, no departamento Gironde. É um lindo vilarejo medieval que fica no Sudoeste da França e que faz parte do Patrimônio Mundial da Unesco. A cidade é bem pequena, as construções são do século XI e XII e suas vielas entre os prédios dão aquele charme super especial, típicas europeias.


Entre os caminhos sinuosos, vários restaurantes e lojas de vinho que enfeitam o vilarejo, e do alto uma deslumbrante vista da imensidão esverdeada dos vinhedos e seus Châteaux, que adentram os limites urbanos, e convidam para uma taça ao por do sol.



A história oficial diz que os romanos, no século II a.C., já plantavam uvas no local que se tornaria Saint-Émilion. A  pequena cidade foi construída na forma de um anfiteatro, no lugar mais alto do solo calcário característico da região e, foi a partir daí que surgiram as pedras de ocre, tão presentes em cada pedaço de rocha que compõe o solo.

Mesmo subindo...subindo...subindo  e cansando ...a incrível vista de toda a região de Saint-Émilion é a real recompensa por tal esforço. Principalmente, ao sentar-se naquelas mesinhas simpáticas ao ar livre e pedir:" S´il vous plaît, un verre  de vin!"



                    O cenário de pedra domina a cidade. No subsolo, ainda há 200 quilômetros de galerias.


                                                                        " Não vês que somos viajantes?
                                                                           E tu me perguntas:
                                                                           Que é viajar?
                                                                            Eu respondo com uma palavra : é avançar!
                                                                            Experimentais isto em ti.
Que nunca te satisfaças com aquilo que és
Para que sejas um dia aquilo que ainda não és.
                                                                                     Avança sempre!
                                                                                     Não fiques parado no caminho".
                                                                                                        (Santo Agostinho)
  



Quem vai à cidade, terá a chance de provar excelentes vinhos e a influência da taça reflete na gastronomia local, em que a harmonização não é baseada no prato, mas na própria garrafa que acompanhará a refeição. Na pequena área de 27 km², um leque de restaurantes e bares " au vin" podem ser encontrados um do lado do outro, em cada esquina de pedra, à disposição como palco de conversas agradáveis. (dicas da revista.adega.com.br)


                               " Uma mulher quer paz. Uma mulher quer ler mais, viajar mais, conhecer mais.
                                   Uma mulher quer flores. Quer beijos. Quer se sentir viva". 
                                                                                                                                     Martha Medeiross




                                                                                                                                 Voilá

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Cathédrale Saint-André em Bordeaux

Classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 1998, a Cathédrale Saint-Michel, com seu estilo gótico faz o fôlego parar de todo simples mortal que a visita.
O encantamento toma conta  desde a sua entrada, que minuciosamente apresenta belíssimos adornos esculpidos compondo toda a fachada.


O vasto interior e a torre de sino independente dão mais esplendor ao local. Os olhos se perdem em tanta beleza e requinte de detalhes. A imaginação não alcança a grandeza de tantas minúcias.
A arquitetura demonstra que a construção dessa catedral está longe de ser simples. Ela começou no século XII e suas ampliações e reformas continuaram por quase 400 anos.


Desde então, ela desempenhou um papel importante na história francesa, realizando os casamentos reais de Leonor da Aquitânia e de dois de seus reis. (expedia.com)


Entre e admire como a luz é filtrada nas diferentes seções coloridas dos vitrais da nave. Veja pinturas religiosas de Flemish e artistas italianos e leia a bíblia de manuscritos iluminados. O interior também abriga várias esculturas e um relógio astronômico antigo. Assista a uma missa com os locais. São realizadas todos os dias, com missas adicionais no verão para receber mais visitantes.


            Participe de um concerto para ouvir os belíssimos sons do órgão reverberando pela nave.
 O Festival Internacional de órgãos de Bordeaux é realizado aqui todos os anos e atrai músicos conceituados.


O Caminho de Santiago (em francês Chemin de St Jacques) é uma das romarias mais tradicionais do catolicismo e atrai fiéis de todas as partes do mundo, há mais de mil anos.

A Catedral Saint-André em Bordeaux faz parte dos monumentos pertencentes ao caminho de peregrinação de Santiago de Compostela.




                                " Viajar é a experiência de deixar de ser quem você se esforça para ser,
                                                                                 e se transformar naquilo que você é."
                                                                                                  Paulo Coelho



    Deixo aqui minha singela homenagem a todos que escolhem fazer o Caminho de Santiago!

sábado, 21 de outubro de 2017

The Oberoi Hotel Dubai

                                                                     Lugares bonitos...quem não gosta?
                                         Bonito, cheiroso e com um atendimento impecável...uau!
Bonito, cheiroso, atendimento impecável e em plena atmosfera de agradecimento...indescritível!                                                               

               Na entrada, uma recepção calorosa pelas pessoas e por essas flores naturais encantadoras.
As flores exalam a sensibilidade em rede...das mãos que as plantaram, das que as colheram e das que ornamentaram.
                                                                              Muito amor no ar!






                                             O aconchego continua na escolha delicada de cada detalhe.
                                              " Deus está nos detalhes" disse Ludwig Mies van der Rohe
                                                                                  Concordo plenamente com ele.





Para quem gosta de um demorado café da manhã e com muitas delícias para serem saboreadas, sem pressa...essa imersão é dos deuses!




"  ...e o amor a dois agradeceu pela dose delicada e protetora de privacidade, como também pela alegria e incentivo dos que torcem pela sua eternidade, mas especialmente pela precaução das partes para que ele, o amor, não tenha que ser mais um amor na vida de cada um dos dois". Graça Leal



                                                                                   E, a vida continua se pondo...


Em cada começo ou continuação do caminho há sempre uma esperança de que seja leve, alegre, sensato e emocionado. Que sejamos todos protegidos em cada escolha, porque de escolha em escolha, a vida passa ...faceira ou inquieta. Que nossa lucidez nunca ultrapasse o passo que poderá ser dado pela loucura de um imaginário pessimista. Porque o amor é simples. Não há porque complicar o que está posto e o que chega no agora.

                                      Quem não gosta do que é belo, cheiroso, refinado, gentil e cheio de elegância nos detalhes e estar envolvido numa atmosfera de amorosidade? ...tal qual esse lugar que descrevo aqui nessa vivência?
                                                                                                                                 Voilà


                                       

sábado, 14 de outubro de 2017

Que tal um drink no Skyview em Dubai!


O Hotel Burj Al Arab é o principal ponto turístico em Dubai, diz a reportagem guiaemdubai.com .
Atrevo-me a dizer que talvez já foi a principal. Hoje, já existem tantas outras atrações de tirar o fôlego de qualquer um que chega por lá. Fica muito difícil classificar qual é a principal. Se entrarmos pelo viés do luxo, complica mais ainda. Dubai sabe como encantar a todos com lugares luxuosos. Um verdadeiro pecado capital da luxúria.

Mas, é verdade. Parece-me que no imaginário de quem prepara-se para ir a Dubai está o sonho de consumo de conhecer o ícone hotel que parece uma " caravela". E, conhecê-lo por dentro.

Voilá! Que tal um drink no Sky View Bar?
Yesssss...

 Primeiramente faça uma reserva e seja pontual.
 E, capriche no visual para dar aquele ar de "se fui pobre não me lembro"(risos).
 E, seja muito feliz!



Um cardápio elegante, clean e caro. 
Lembramos que tudo o que é bom tem o seu preço!



                               A escolha de um simples drink transforma-se num ritual caprichado.
                                                                 As cores sinalizam o seu pedido.
                                                                 E, o ouro será sempre o mais valorizado.



           O ambiente é mesmo muito instigante. Uma mistura de exagero, de " brega", mas com um efeito sedutor. E, a gente fica sem saber bem o que dizer...porque o mais importante é curtir quele momento único de estar num dos lugares mais cobiçados do mundo. Claro! O ego fica massageado!




                                                     Ir lá desacompanhada? Nem pensar!
                  Um lugar mágico igual ao " Alice no país das maravilhas" ou  "Mil e uma Noites"... sem desperdícios, por favor!
Melhor do que o lugar , cenário e os drinks coloridos é a companhia que te faz feliz e sorrir a toa!


                                           As experiências que vivenciamos ficam na bagagem que levamos.
           Sem medo de ser feliz, um brinde à leveza de viver as oportunidades que a vida nos presenteia.




                                                                                                      Gratidão!

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

A criança precisa ser levada a sério

                           Nessa manhã, abro meu facebook e encontro a frase acima:
                                                   " A criança precisa ser levada a sério".
                             ( Espaço de Educação Infantil Contos e Cores-Blumenau-SC).

Imediatamente veio a minha mente um replay de imagens que tem marcado os tempos: indiferença, descaso, descuido, desamor, desafeto e tantos outros sinônimos que possam ser colocados nessa lista. Infelizmente.

O dia de hoje, 12 de outubro-Dia das Crianças, fortemente celebrado em nosso país, merece uma reflexão um pouco mais atenta. Sem deixar de curtir tantas postagens lindas no Facebook e em whatsApp (grupos familiares) porque ali vibramos com a criança que fomos e com as que chegam para nosso convívio. São lindas, bem alimentadas, muito amadas e bem cuidadas, graças a nossas contínuas lutas para manter essa condição. E, certamente, sem deixar de lembrar, que também as adversidades cruzaram esse caminho.

Deixando nosso umbigo um pouco recuado, o que encontramos é um mundo bastante perturbado, injusto, maldoso e até cruel com as inofensivas crianças que chegam ao mundo e a recepção não é nada calorosa. Umas são recebidas com fome de alimentos básicos, de saúde, de educação, de moradia ; outras, com tiros, maus tratos e rodeadas por uma miséria humana,  que dá dó e que mora ao lado de cada coração inocente. Essas crianças gritam silenciosamente por socorro e não são  atendidas. Os ecos ressoam por todo o planeta; aqui no Brasil, na África ( Etiópia e outros), nas Américas, no Oriente Médio, na Europa ...nos países mais ou menos desenvolvidos.

                                Realmente! A criança precisa ser levada a sério! 
Eu sei. Não temos grande alcance para transformações imediatas de um panorama que urge, como gostava de dizer um professor meu. Mas, fica aqui um pontinho de reflexão. Para não entrar na aceitação das atrocidades e dos descuidos e descasos como sendo naturais ou " o mundo é assim mesmo" . Não. O mundo não é assim. O mundo é o que fazemos para ele ser. Um pouco mais de consciência e olhar atento para a dor do outro e a partir disso manifestar alguma atitude ( por menor que seja) de compaixão pode fazer uma grande diferença. De diferença em diferença quem sabe podemos socorrer uma criança aqui...outra ali...e outra ainda, acolá.


      " Guie uma criança pelo caminho que ela deve seguir e guie-se por ela de vez em quando".                                                                                                               ( Josh Billings)



                                              " Quando vejo uma criança, ela inspira-me dois sentimentos: 
                                                  ternura, pelo que é, e respeito pelo que pode vir a ser". 
                                                                                                 (Louis Pasteur)




                                                " Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a".
                                                                                                                 ( Goethe)


"Crianças deixam o coração mais forte, a casa mais barulhenta, a mãe mais sonolenta. A poupança menor, a noite maior. As roupas mais batidas, a tristeza mais contida, a família mais agradecida. O carro mais sujo, a sala mais bagunçada, a vida mais abençoada. A gratidão mais clara de ver, a oração mais fácil de crer, o caminho mais bonito a percorrer. O futuro melhor para sonhar, e a alma...a alma muito maior para amar."  (Autor desconhecido enviado por Lurdinha Gadelha)


Crianças deixam a gente mais criança...as brincadeiras fazem do seu faz de conta um mundo real. As vezes são fantasminhas...outras abelhinhas. Porque são doces, voam no pensamento delas próprias, se escondem para se mostrar numa transparência que comove, que inspira e que convida-nos a brincar em cada amanhecer, pelo prazer singelo da troca no brincar. Gratidão por esse fantasminha do bem, abelhinha Isabelinha, potinho de mel. Nossa Isabela que sabe ser feliz e nos faz feliz também na simplicidade do esconde-aparece. Uma troca de amor puro que emociona e nos impulsiona a acreditar que tudo é possível em cada agora que vivemos.

                                                                 Crianças merecem ser levadas a sério!