Minha lista de blogs

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Cervejas belgas. Série Bélgica

Aqui, na Região do Vale do Itajaí, a cervejinha é velha conhecida. Principalmente em Blumenau, onde a Oktoberfest acontece todos anos. Se você tiver planos de participar da festa e beber uma boa cerveja geladinha por aqui, apresse seus passos porque no próximo domingo a festa será encerrada. E, depois desse dia, o jeito é esperar mais um ano para festejar os 17 dias com  música alegre, gente bonita e muita cerveja. Ein, prosit!

Mas, se você é um amante da cerveja, uma outra ótima opção será visitar a Bélgica. E, vai gostar muito. Os belgas dispõem de uma das maiores coleções de cervejas do mundo. Existem mais de 1.500 tipos para brindar em metro. Para eles, cerveja é mais do que uma bebida, é uma cultura. Nessa loja estão sendo oferecidos apenas 250 rótulos. 


 A cerveja Leffe, produzida desde o século XIII pelos monges da antiga abadia belga de Leffe, é uma das mais consumidas no mundo. A cerveja tem a mesma receita desde 1240. Os apreciadores dizem que o seu leve aroma de malte e seu sabor doce fazem dela uma ótima companhia para refeições leves. (Wikipedia)


A história de Duvel ( diabo em flamengo) começa em 1918 ( apesar de sua cervejaria ser ainda mais antiga) quando, com fórmula de Albert Moortgat, era produzida exclusivamente para consumo dos Aliados da 1a. guerra mundial. Seu nome então era Victory Ale. Em 1923, um amigo de Moortgat experimentou a cerveja e disse " Que diabo de cerveja" ...o que acabou influenciando o novo nome - Duvel. (Wikipedia)


                                                     Difícil escolher uma delas...são tantas e tão distintas.


                       Muitas delas são produzidas por monges trapistas, sendo então conhecidas como
                                                                                     Cervejas Trapistas.


                                                                      Algumas possuem até um copo específico 
                                                           para serem servidas com tamanhos e formas variadas.


Impossível descrever aqui todos os tipos de cervejas encontrados em Bruxelas ou em outras cidades da Bélgica. O que é possível é reconhecer que os belgas são grandes apreciadores da bebida e o orgulho disso contagia o nosso paladar. Para eles chega a ser um estilo de vida.

Há muitos bares, restaurantes, bistrôs que de portas abertas recebem todos para beber uma cervejinha! Mas, não encontrei nenhum lugar tão aconchegante quanto a casa de amigos queridos, que moram na Bélgica e que a vida me presenteou. Ein, Prosit ...Santè com uma cerveja rosé. A mais saborosa que já experimentei.


10 comentários:

  1. Ola minha querida,o post esta fantástico,tudo explicadinho sobre as cervejas Belgas.
    Mas fantástico mesmo foi lembrar de nossos momentos. Impossivel eu tomar cerveja rose e não
    pensar em voce. Tenha um lindo dia,beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Patrícia! Por aqui não temos essa cerveja rose. Acho que preciso voltar aí ...as duas que me presenteasse já foram devidamente degustadas, apreciadas , mas tomá-las sem a tua companhia não teve a mesma graça ! Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Li...li...li...fui gostando,adorando,experimentando eeeee.....
    hic...hic...hic...
    Já não consigo enxergar mais nada e para falar,estou enrolando a língua...
    É o que dá,eu não ter classe e ser marinheira de primeira viagem:
    Experimentar,gostar e não me controlar...heheheeeeeeeeeeeeeee...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ( muitos risos) Crista, és muito divertida! E, muito, mas muito criativa. Já te falei isso várias vezes, não é? Venha sempre trazer essa tua espontaneidade...maravilhosa! Beijos, querida

      Excluir
  4. Oi queridinha! Vim dar uma espiadinha no teu blog. Ai que delicia! Deu uma vontade de tomar uma cerveja bem gelada! E, cerveja rosè? Que luxo! Essa eu não conhecia. Beijos! Débora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que visita amada!!!! A flor de viagem veio aqui e deixou meu blog todo florido e perfumado. Obrigada. querida!

      Excluir
  5. Que legal Marilde! relembrei a nossa viagem também, o Cesar e os meninos amaram....bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia, não é? Sim!!!! imagino que eles gostaram da variação de cervejas. Beijos, amiga!

      Excluir
  6. Adorei a rosada. Não tive a oportunidade de prová-la. Sui generis ... Ein, Prosit . Bjs

    ResponderExcluir
  7. Sem dúvidas que tomar cerveja com pessoas queridas dá um tom delicioso e inesquecível!

    Puxa, quantas...quantas!!!

    Eu não sou muito fã de cervejas...só na praia...hehehehe....

    Adorei esses copos. Quando estive na Irlanda, trouxe um copo da guinness, porque prima disse que é tradição.
    Experimentei a cerveja e quase cai de costas...forte...forte...(não gostei...kkk)

    beijinhos, Marildinha,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir