Minha lista de blogs

domingo, 21 de setembro de 2014

Vícios

Quando a palavra vício vem à nossa mente, logo formatamos alguns deles. Principalmente os mais costumeiros, infelizmente: cigarro, bebida alcoólica, jogos de azar, roer as unhas, drogas e outros mais. Também não dá pra deixar de citar alguns outros vícios como comer chocolate, tomar coca-cola, doçura em excesso, comidas gordurosas ou muito café.
Os vícios vão chegando sorrateiros e se instalam com tanta propriedade que quando menos se espera...grudou...colou...amarrou e faz do viciado a sua presa. E, deu-se o estrago.
                                            Soltar-se dessa algema não é tarefa fácil.

Dias atrás, tive um problema de conexão com a internet sem fio. Como isso já havia acontecido outras vezes, não foi motivo para dar grande importância, num primeiro momento. Liga, desliga, reinicia o computador. Não deu certo. Vamos tentar mais uma vez...e nada. Quem sabe com o Ipad...liga, desliga e nada. Chegou então a vez de SOS para a operadora da internet, que depois de... " se você quiser falar sobre o problema A, disque 1...se for problema B, disque 2 e se for problema do alfabeto inteiro disque 3 até 20..." acaba o pouco da paciência que ainda resta e começa a desencadear a síndrome da internet perdida. E, nessa hora chega também a triste constatação: como ficar sem acessar todos os múltiplos contatos virtuais: facebook, instagran, hotmail, gmail, blogs, google e sites.
                                     Um novo vício acaba de ser detectado: acessibilidade virtual.
                                     Sintomas: o viciado apresenta nervosismo, ansiedade e fobia.
                                                                        Que vício danado.
                                                                           E, tem cura?
A vigilância sanitária da tecnologia informa: as vacinas já foram testadas e estão à disposição dos usuários, mas pesquisas detectam que a maioria dos viciados não está disposta a largar esse vício.

                                        Perdeu-se o controle da contaminação. Infelizmente.
                                       Restam doses homeopáticas de conscientização de uso.
                                                           " Acesse com moderação".
                                                  
                                                                          Boa noite!









6 comentários:

  1. ...gostei demais....um texto real mas poético!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por passar aqui e deixar o seu comentário. Abraços!

      Excluir
  2. Pois querida amiga,esta reflexão tenho feito cá em casa todo os dias.
    Quero mesmo cuidar das minhas rosas,como diz o menino ai,"foi o tempo
    que cuidas-te de tua rosa que o deixas-te tão linda".Mas como viver sem?
    Sim,acessemos com moderação,um linda semana querida,beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida! Concordo com a importância desse acesso...mas para mim, prudência é a palavra. Está um pouco demais! Beijossss

      Excluir
  3. KKKKK... Tenho pensado sobre isso. Perigo à vista!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, amiga...perigo à vista. E, quando menos esperamos estamos viciadaaaassssss!

      Excluir