Minha lista de blogs

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Mãos que acariciam o vinho

        Na chegada, uma bela recepção com elementos que falavam da história desse Château.
O dia de visitação, aos redores de Bordeaux,  prometia altas sensações visuais, olfativas e gustativas: Grand Cru Classé de Graves en rouge et en Blanc. 

                                                     CHATEAU MALARTIC LAGRAVIERE



O domínio de Lagravière é conhecido desde o início da produção pela excelência em seu terroir.
Tudo começou no século XVII quando a propriedade foi comprada pela família do Conde Hippolyte de Maurès de Malartinic.


 Servindo em diversas batalhas para Reis da França, o Almirante ganhou reconhecimento especialmente pelo seu desempenho na Batalha de Quebec, em 1756. Cem anos mais tarde, as terras foram adquiridas pela Madame Arnaud Ricard, que adicionou o nome Malartic, mas manteve o sobrenome original em homenagem aos fundadores.


Assim, a vinícola manteve uma excelente reputação e em 1953 foi uma das seis propriedades a conseguir a classificação de Graves pelos vinhos branco e tinto. Hoje, quem mantém essa tradição é a família Bonnie, de origem belga.


                               Degustar esses brilhantes vinhos foi a grande vivência da viagem à Bordeaux, talvez a mais celebrada e conhecida região vinícola do mundo por ser a terra dos grandes châteaux, que em geral, fazem jus à fama de produzir vinhos muito elegantes, longevos, encorpados e classudos. Os melhores são mesmo excepcionais. A denominação Grand Cru significa vinho de grande qualidade e Gran Cru Classé são os melhores vinhos de Bordeaux. Poder degustá-los em terras próprias foi um prazer indescritível, principalmente depois de conhecer a histórica tradição e altíssima reputação. Voilà!


Impressiona ao avistar a tamanha produção desse líquido precioso com tanta qualidade e com a modernidade que se alia à natureza para produzir com excelência. Sem perder a paixão pela terra, pelas vinhas e pelo ser humano. Sim, tudo digitalizado para maior controle ao alcance da excelência.


Mas, o que vale mesmo é a paixão pela terra, o amor pelas vinhas e o encantamento com que esses ingredientes são utilizados como a melhor matéria prima para o melhor resultado de muito prazer, admiração e zelo por aquilo que a natureza oferece.


                                                          São as mãos que acariciam a terra
                                                          E respeitam a vinha.
                                                          São as mãos que afagam o verde
                                                          E cuidam do que amadurece.
                                            Só os homens sabem sentir o valor de uma única planta
                                            E, não a máquina, que colhe sem pensar no prazer que está por vir.


                                                                          " Por mais raro que seja,
                                                                             Ou mais antigo,
                                                                             Só um vinho é deveras excelente:
                                                                             Aquele que tu bebes calmamente 
                                                                             Com o teu mais velho
                                                                             E silencioso amigo"...
                                                                                                         Mario Quintana

Para os apaixonados por vinho,como eu, estar perto desse universo fantástico, vivenciando presencialmente o que os olhos, muitas vezes, apenas curtiam através de imagens em revistas, chega a ser um momento tão especial quanto degustar um Gran Cru Classé. Porque a vida vai se pondo e nesse movimento somos colocados frente a frente com  momentos, antes nem imaginados. O que fica de fato é o que se vive. São as surpresas positivas que alimentam nossa alma, tal qual uma boa taça de vinho, apreciada calmamente, na solitude em um confortável sofá ou com quem está ao nosso lado, disposto a celebrar a vida!
                                                                                                          Santè! 

Vignobles Malartic



8 comentários:

  1. Lindo post, minha mãe amada! Uma viagem para a beleza dos vinhos de Bordeaux, adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha linda e amada filha! Muito feliz que viesses aqui me visitar. Venha sempre! Bjs

      Excluir
  2. Bela reportagem acerca desse afamado vinho frances! Cumprimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sandra. Muito feliz com tua visita aqui. Venha sempre! Bjs

      Excluir
  3. Olá minha doce Marilde!!
    Que felicidade poder receber vc por aqui.
    Andei passeando por aqui um puco tbm e percebi quanto tempo estive ausente.
    Que pena mas agora estou de volta!!
    Demorei um bocado pra me recompor depois que minha querida Mãe partiu. Minha vida ficou sem graça e escura mas o tempo vai colocando tudo no lugar não é?
    Perdemos Claudia, nossa Lavandinha no mesmo tempo e foi um baque medonho. Mas é isso...
    A vida vai deixando marcas distintas em nosso cotidiano e vamos bordando nossas historias com alegrias e tristezas. Continuamos assim...
    Grande abraço e obrigada pela linda viagem. Há, e pelo delicioso vinho kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Angela! Eh verdade...vamos bordando a vida com histórias de alegrias e tristezas. Importante é ir em frente e ter esperança. Muito feliz de te ver aqui...venha sempre! Bjs e fica bem!

      Excluir
  4. Que linda e requintada reportagem amiga.Amei! Um feliz Domingo para ti,beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, amiga! Santè e ótimo domingo!!!! Bjnhos

      Excluir