Minha lista de blogs

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Cinquenta são os novos cinquenta

Cinquenta são os novos cinquenta. Sessenta , apresso-me a acrescentar, também são os novos sessenta, e setenta, os novos setenta. E as mulheres que estão nos novos cinquenta, sessenta e setenta não desejariam estar em nenhuma outra fase. 



Descobri que a maioria das mulheres na Segunda Adolescência se sente muito feliz na fase em que está - não quer voltar a nenhuma das fases ou décadas anteriores. Embora todas nós gostaríamos de ser mais fortes e saudáveis - e admiradas ( ou, pelo menos, respeitadas) pelo mundo em que vivemos -, poucas gostariam de ser literalmente mais novas.


Supõe-se que a juventude - ou, pelo menos, ser " mais jovem" - é o ideal e que, se pudesse escolher, nenhuma mulher em seu juízo perfeito renunciaria a ela. Descobri que o oposto é verdadeiro. Muitas de nós rejeitam com grande satisfação essa atitude mental de olhar para trás e se concentram ( para parafrasear a canção de O rei e eu) nas " coisas novas e maravilhosas que estou aprendendo sobre mim" - dia a dia.

A quantidade de coisas a aprender sobre nós mesmas é agora tão vasta como quando éramos adolescentes. Muito sobre nossos corpos, cérebros, relacionamentos e abordagem do mundo está sendo revisto - por nós, para uma mudança. E, quanto mais revisamos, mais descobrimos novos aspectos de nós e que não somos quem éramos, quando mais jovens.


Quem é essa pessoa que se ouve dizendo " não me importo mais com o que os outros pensam" e adora ouvir isso?


           Quem está desistindo de usar saltos altos e cintos simplesmente porque são desconfortáveis?


           Quem está questionando a natureza de seus relacionamentos e o significado de seu trabalho?


                        Quem está pronta para algumas experiências novas e totalmente inusitadas?

                                    (Fragmentos de textos retirados do livro ( que recomendo):
A Reinvenção dos Cinquenta - Lições de vida para as mulheres na segunda adolescência.
                                     Autora: Suzanne Braun Levine. Ed. Rocco)

Agradecimento especial à amiga Regina, mentora e incentivadora do grupo ABC (Amigas de Balneário Camboriú) para que novas experiências e novas amizades fortaleçam o lado inusitado que está dentro de cada uma de nós.



8 comentários:

  1. Oba!!!!! Deu certo, Rositinha! Adorei...bjsssss

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Marilde! Minha filha Claudette que me enviou. Amei! Sócia de carteirinha. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Querida Olga. Que prazer em encontrar você aqui. Venha sempre...obrigada! Ficarei muito lisonjeada em tê-la como minha seguidora. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá minha querida
    Adorei isto de mulher na sua segunda adolescência,assim me sinto nos meus 46.
    Seria divino termos a juventude mas com esta maturidade e tranquilidade que temos.
    Não queria voltar ao tempo,agora só quero mas tempo para viver e senti a vida com esta
    calmaria,beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei muito interessante, Patrícia. Segunda adolescência!!!! Realmente a gente não pensa em voltar...mas em como aproveitar melhor o tempo que temos. Beijos amiga!

      Excluir
  5. Interessante a sigla ABC. E que sirva para se reinventarem a cada encontro. Muito bacana. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Nossa, menina,

    Adorei seu texto, adorei a dica do livro, vou correndo comprar.

    Eu sempre falo que...para cada idade, a sua beleza!!

    Nunca, nunca voltaria.

    Vivi bem cada fase e amo o presente!!

    Adorei as fotos...todas tão sorridentes - felizes pelo adolescer da VIDA, sempre!!

    beijjinhos, querida,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir