Minha lista de blogs

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Pelicanos

Eu nunca tinha prestado atenção nessas aves. Tudo mudou quando olhávamos juntas algumas fotos de uma pequena viagem que minha filha Gabriela fez quando estava na Austrália. Ela morou e trabalhou lá durante dois anos e meio.


Ela ia comentando cada foto. Estava feliz em rever momentos tão especiais daquela pausa merecida pois, o trabalho que fazia lá não era nada fácil. Aliás, como diz ela, trabalhar e morar em outro país não é tão simples, nem tão mágico como muitas pessoas pensam. Há muitas vantagens, sim. Mas, é preciso grande esforço, dedicação e maturidade para enfrentar as adversidades pelo fato de ser estrangeira.
             E, ter muita energia física, emocional e psicológica para trabalhar muitas horas por dia.


                                                                    Mas, e os pelicanos?


Os pelicanos despertaram nela grande emoção. No momento em que apareceram as aves nas fotos lindas que ela havia tirado, chorou de emoção. E, eu fiquei sensibilizada com tamanha ternura dela por eles. Me contou que eles eram muito lindos, viviam em grupo, iam todos juntos...e no mesmo horário, todos os dias,  receber peixes que eram distribuídos no cais. Ela me fez olhar pra essas aves com outros olhos...com os olhos da emoção dela.


Procurei saber mais sobre os pelicanos-australianos. É uma espécie nativa da Austrália e Nova-Guiné. Têm hábitos gregários e vivem em grandes colônias; raramente são encontrados sozinhos. Na época de nidificação ( fazer ninhos) a coloração dessas aves muda drasticamente, a pele se torna, praticamente dourada e a bolsa gutural, rosa.


                                                   Que bela vivência, minha filha.
                                                 E, que linda essa tua sensibilidade!

                                     
             
                                                       


                                       



               





2 comentários:

  1. Querida Marildinha
    Sua filha tem razão sim..é preciso grande esforço, dedicação e maturidade para enfrentar as adversidades pelo fato de ser estrangeira,eu be sei...mas e estas vivencias? Não tem preço..os exemplos são algo contagiante e eu vejo sua fiha tão sensive como voçe,eu n conheço os pelicanos e amei ve-los através dos olhos de sua filha,feliz Sexta,beijinhos

    ResponderExcluir